Caminhadas, Camping, Montanhismo e Escalada!!!

Informações sobre onde praticar e sobre cursos de escalada entre em contato no e-mail - phmontanha@hotmail.com

Últimas

Imagem

Encontro de Escalada do Amazonas 2020

Points de escalada ao longo da BR 174 no Amazonas

A região de Presidente Figueiredo no Amazonas vem se desenvolvendo no cenário da escalada em rocha nos últimos 10 anos. Alguns locais já se tornaram clássicos como o Barreto, Ipy, Gaúcho e o Km 113. Nesses locais existem boas vias esportivas e boulders.

Contudo, outras áreas bem interessantes foram descobertas há tempos, mas são de certa forma desconhecidas da comunidade escaladora de Manaus. Nesse post estarei mencionando aqueles que ficam ao longo da BR 174 entre Presidente Figueiredo e o início da reserva indígena.

O Km 115 fica a apenas dois Km após o psicobloc, boulders e vias do 113. Na minha opinião é o local com os boulders mais legais de todo o Amazonas, devido a diversidade de lances. Para acessar essa área basta passar cerca de 50m da entrada da cachoeira Iracema e observar do lado direito (sentido quem está indo para Boa Vista) uma entrada. A partir dali é só procurar as pedras que ficam em um raio de uns 200m de distância desse ponto.

Boulder Elo Perdido - Km 115 da BR 174

Boulder Elo Perdido – Km 115 da BR 174

 

Bloco do Morcego - km 115

Bloco do Morcego – km 115

Mais a frente na BR 174 existe o ramal para a Comunidade Canoas (km 139). Assim que entrar no ramal procurar uma entrada à direita (cerca de 50m a partir do início da ramal). Nesse local existem muitos boulders no meio da vegetação…e o interessante que a rocha aí já é o granito… Nessa área existe uma pequena falésia com 3 vias pequenas que giram entre o quarto e o quinto grau. Passando a Comunidade Canoas também existe uma área com boulders ao lado da estrada.

Boulder Armagedon It V4/5

Boulder Armagedon It V4/5

 

Boulder Armagedon It - a rocha é granito

Boulder Armagedon It – a rocha é granito

 

As 3 vias da falésia do km 139

As 3 vias da falésia do km 139

Um pouco mais a frente, no Km 150, existe uma área área bem ao lado da BR com boulders e uma parede pequena, cerca de 4 a 5m de altura que já foram escalados em 2012. Entrando nessa área e indo para a parte alta da parede é possível avistar mais ao fundo uma pedreira.

Via Até de Tênis - III+ no Km 150 da BR 174

Via Até de Tênis – III+ no Km 150 da BR 174

Existem ainda boulders nos km 189 e 199. Neste último existe uma pedreira que possui 3 vias de escalada. Esses locais serão citados posteriormente em um post específico.

Em Presidente Figueiredo nas corredeiras do Urubuí se inicia um ramal de mesmo nome. Quase no final desse ramal se acessa a Cachoeira Cabeça de Perema, local muito prazeroso que possui muitos boulders legais para se escalar ao lado da água.

Boulders na Cachoeira Cabeça de Perema

Boulders na Cachoeira Cabeça de Perema

Boulders na Cachoeira Cabeça de Perema

Boulders na Cachoeira Cabeça de Perema

Conquista da via Cobra Alada no Camelo (Vila Baraúna – Caracaraí – RR) e mais um cume!

Carnaval de 2020 e lá estávamos nós (eu, Saulo, Lia Azevedo, Lia Faria e Lucas) na trilha do Camelo. Como somente montanhistas frequentam essas áreas, sempre é importante realizar a reabertura da trilha. Essa estratégia tem se mostrado a mais acertada para quem deseja escalar até o cume. Nessa viagem eu e Saulo terminamos a via Cobra Alada que começou a ser conquistada em 2018 e somente finalizamos agora em 2020. Ficou uma linha bem interessante para quem quiser escalar o Camelo somente com proteções fixas! 

Imagem

Cursos de Escalada em Rocha / Rock Climbing courses in Amazonas

Conheça os cursos de escalada em rocha da BC escalada indoor. Aprenda as técnicas de escalada em rocha e conheça diversos points no Estado do Amazonas e Roraima.

Salto do Ipy / Rock Climbing in Amazônia / Amazonas

No dia 15/11/18 a BC levou o Lucas que está aprendendo as técnicas de conquista de vias de escalada, o Lúcio que recentemente conclui o curso de escalada, o Vinicius e o irmão dele para conhecer a trilha e as escaladas doa área do Salto do Ipy.

Vinícius na via Didática – Salto do Ipy

Via Macaco Aranha – Salto do Ipy

Salto do Ipy ao fundo

PH conquistando a via Tudo Solto IV grau 15 nov 18

via Macaco Aranha – V grau

via Didática – IV grau 15 nov 18

Lucas conquistando

boulders do Ipy

 

Desafio de Escalada da BC – 10/11/18

 

 

 

Segundo Encontro de Escalada e Slackline do Amazonas / Amazonas rock climbing

Encontro de Escalada e Slackline 2018

Encontro de Escalada e Slackline 2018

Desafio de Escalada na BC em Manaus-AM

Será a partir das 18h. Compareça e participe. Teremos uma categoria iniciantes para aqueles que nunca escalaram antes! A BC fica na rua Japuá 1037 quase esquina com a rua Major Gabriel.

 

 

Escalada Indoor em Manaus – AM / Indoor bouldering in Manaus

Venha treinar conosco e conheça o mundo da escalada indoor e da escalada em rocha.
Além disso, você ganha condicionamento físico e acaba conhecendo lugares muito bonitos no AM e em RR.
Realizamos treinamentos personalizados!

Points de escalada no Sul de MG

Parede Sr Alaor

Parede Sr Alaor


A parede do Sr Alaor fica na BR 491 do lado direito de quem vai de Muzambinho para Monte Belo e a 3 km de distância do entroncamento da BR 491 e da BR 146 na direção de Monte Belo. A parede é visível da BR 491, possui sete vias esportivas curtas com acesso muito fácil.

Morro Ibituruna

Morro Ibituruna


O morro Ibituruna fica a cerca de 16km após a cidade de Nova Resende na direção do Distrito de Petúnia. O morro possui uma trilha de acesso ao cume e muitos blocos de pedra com excelentes possibilidades de boulders e vias esportivas

Andradas - MG

Andradas – MG


Acima meu filho escalando comigo na Pedra do Elefante em Andradas
Andradas é um point famoso de escalada. Localiza-se no Sul de MG e possui um Guia de Escalada bem completo.A região é bem tranquila e de fácil acesso. Maiores info acesse:http://www.victorcarvalho.net/2009/10/como-escalar-em-andradasmg.html

Serrania - MG

Serrania – MG


Serrania possui boulders, vias esportivas e bom potencial para vias tradicionais. Alguns boulders, como o da foto acima, podem ser acessados pela estrada que liga a BR 491 à sede do município. Cerca de 9 km após o acesso para Serrania, observar do seu lado direito os boulders…é só parar e mandar ver!

Serrania - MG

Serrania – MG


A cidade é cercada por boulders, falésias e paredes. No centro da cidade rola inclusive alguns boulders!!!

Pedra Grande de Campestre ou Zeca da Pedra como é conhecida pelos moradores!

Pedra Grande de Campestre ou Zeca da Pedra como é conhecida pelos moradores!


A Pedra Grande de Campestre é visível da rodovia BR 267 e dista cerca de uns 12 km antes da cidade de Campestre para quem vem de Serrania – MG. Eu tive a oportunidade de realizar a primeira repetição da primeira via tradicional aberta nesse local em 2009. Há outros projetos no local, inclusive um meu que espero terminar em breve! Há também boas vias esportivas nas paredes ao lado da Pedra Grande.

Todos os locais acima podem ser facilmente visualisados com aplicativos como o google maps ou google earth.

Cachoeira do Mutum – Presidente Figueiredo AM / Amazônia Rock Climbing

A Cachoeira do Mutum localiza-se no km 54 da rodovia AM 240 que vai para Balbina. O acesso a partir da AM é por uma estrada de chão de cerca de 6 km. Paga-se um pequeno valor para entrar e é sempre bom perguntar na portaria as condições da estarada!
O local em si é muito bonito, pois há buracos em uma pequena área do igarapé que se tornam piscinas naturais quando o nível da água está baixo! A cachoeira fica a cerca de uns 150m dos buracos e possui uma área considerável a sua frente para dar um bom mergulho!
Contudo, o que é bem interessante são os locais para escalar. Ao lado da cachoeira, bem como mais abaixo há muita rocha, possibilitando psicoblocs, boulders e vias esportivas. Abri 6 linhas recentemente, sendo 3 de boulders no estilo highball e 3 psicoblocs. Os boulders highball serão equipados para serem escalados no estilo via esportiva.
Abaixo algumas fotos e os comentários adicionais sobre as escaladas!

Estrada para acesso da Cachoeira do Mutum

Estrada para acesso da Cachoeira do Mutum

Piscinas naturais...diferencial da cachoeira do Mutum

Piscinas naturais…diferencial da cachoeira do Mutum

Boulder Highball - via da Pinça VIIa/b

Boulder Highball – via da Pinça VIIa/b

Via da Pinça

Via da Pinça

Via da Pinça

Via da Pinça

Psico da Raiz - VI+/VIIa

Psico da Raiz – VI+/VIIa

Psico da Raiz

Psico da Raiz

Vista de umas das áreas de psico, boulders e vias esportivas na Cachoeira do Mutum

Vista de umas das áreas de psico, boulders e vias esportivas na Cachoeira do Mutum

Via do Bote VI / VI+

Via do Bote VI / VI+

Via do Bote VI / VI+

Via do Bote VI / VI+

Via do Bote

Via do Bote

Psico Marimbondos V+

Psico Marimbondos V+

Psico Tranversal da Fenda VIIb/c

Psico Tranversal da Fenda VIIb/c

Psico Transversal da Fenda

Psico Transversal da Fenda

Boulder do Teto - VIIIa/b

Boulder do Teto – VIIIa/b

Boulder negativão na trilha um pouco antes da cachoeira

Boulder negativão na trilha um pouco antes da cachoeira

Rock climbing in Brazil North area / Amazonas / Amazônia

Nos dias 08 e 09 de dezembro de 2017 tivemos a grata satisfação de apresentar a escalada em rocha para algumas pessoas que já estão treinando em muro artificial conosco.

Assim, Caio, Lia, Elen e o próprio Gaúcho (cuidador da área) escalaram em rocha pela primeira vez.
O Vinícius e o Saulo já tinham escalado em rocha antes!
Espero que continuem a frequentar os points de escalada da região.

A seguir alguns registros do Paredão do Gaúcho e do Paredão do Barreto!

Vinicius guiando

Vinicius guiando

Vinicius – Barreto

Vinicius – agarrinhas

Saulo no crux

Saulo mandando ver

Saulo Guiando a horizontal da via da Passadinha

PH – costurando

PH – Barreto

PH – Barreto 1

PH – agarrinhas 2

Lia tentando o crux

Lia guiando a via da Passadinha

Lia escalando tranquilamente

Lia – via das agarrinhas

Gaucho escalando

galera

Galera da Escalada

Elen na Via dos Alunos 1

Elen – Barreto

caverna do Gaucho

caminhada para o Paredão do Barreto

Caio – Via dos Alunos

Caio – Barreto

atençao da galera vendo o Saulo subir

Primeira repetição da via Canaleta de Fogo no Morro do Camelo no Sul de RR / Trad route in Roraima rock climbing

No dia 13 de Outubro eu fiz uma repetição da via Canaleta de Fogo com o Ivan Palheta e com o Saulo Balieiro. Nos acompanharam na viagem e na trilha até a base da montanha o Diógenes e a Karina.
Pegamos chuva no segundo esticão e tivemos que dar uma boa parada. Mais um pouco de água e teríamos desistido. A sorte foi que o vento soprou forte e secou a parede.
A parte mais complicada da escalada ficou no final do primeiro esticão, pois um lance de off width estava um pouco molhado e para passar foi exigente!
Foi o terceiro grupo diferente a pisar o cume dessa bonita montanha em Vila Baraúna, Caracarai – Sul de Roraima.
Para obter mais informações sobre as escaladas dessa montanha, basta olhar posts mais antigos nesse mesmo blog!
Abaixo algumas fotos dessa escalada na Serra do Camelo!

Bonito diedro do primeiro esticão

Bonito diedro do primeiro esticão

Preparando para os lances off widht da via!!!

Preparando para os lances off widht da via!!!

Cume!!!

Cume!!!

Rapelando!!!

Rapelando!!!

Preparando para o último rapel

Preparando para o último rapel

Imagem

Andes – Divisa Argentina / Chile

Imagem

Encontro de escalada e slackline no Amazonas

LOCAIS PARA ESCALAR NO AMAZONAS E EM RORAIMA / Where are the rock climbing areas in Amazonas and Roraima

Escaladas no AM e RR

Escaladas no AM e RR

Vias no AM e RR

Vias no AM e RR

Segunda via do Camelo em Vila Baraúna – Caracarai – RR

E saiu a segunda via do Camelo!
No dia 22 de abril último, eu, Daniel, Leandro e Yuri finalizamos a via Toca Pra Baixo Que Tá Quente. A graduação sugerida está na casa do 4 VI tendo cerca de 225m de extensão. A via Toca Pra Baixo segue mais à direita da primeira via (Canaleta de Fogo) e por uma linha totalmente independente.
A base também fica somente a alguns metros mais à direita da via de conquista do cume e começa em uma fenda nota 10 com utilização de um jogo entre 7 a 10 peças, tendo a laçada de duas pedras que estão entaladas na fenda e a possibilidade de utilização de nuts.

As dicas de como chegar na montanha, bem como outras dicas logísticas para escaladas nessa região estáo no post anterior!

A seguir fotos e o croqui da via!

Em Laranja a Via Canaleta de Fogo e em roxo a Via Toca pra Baixo

Em Laranja a Via Canaleta de Fogo e em roxo a Via Toca pra Baixo

croqui da via Toca pra Baixo – Camelo

Daniel, Yuri, Leandro e eu no cume do Camelo - via Toca pra Baixo

Daniel, Yuri, Leandro e eu no cume do Camelo – via Toca pra Baixo

P4 da via

P4 da via

Terceiro esticão

Terceiro esticão

Início da via

Início da via

Conquista da Serra do Camelo – Vila Baraúna – Caracaraí – RR

E estávamos no cume de uma montanha em Roraima que nunca tinha sido frequentada por um ser humano…09/12/2016!!!
Embora a conquista não tenha apresentado grandes dificuldades técnicas, chegar no alto dessa serra me custou três idas à Vila Baraúna em Caracaraí – RR distante cerca de 560km de Manaus.
Em 2014 eu já tinha realizado uma viagem exploratória à região para ver o potencial das escaladas. Em Abril desse ano (2016) eu havia tentado com outro grupo de escaladores acessar a base do Camelo, mas não foi possível…naquela época conseguimos abrir a primeira via tradicional nas serras que circundam a Vila Baraúna (via Feldspato Assassino 3 V E2 140m)…agora a via Canaleta de Fogo (4 VI E2/E3 250m) foi a segunda da região e a primeira do Camelo!
Eu, Italo, Leandro e Fred fizemos um reconhecimento no dia 08 de dezembro para possibilitar um acesso objetivo à montanha. Através de dicas preciosas do Seu Adão conseguimos de “primeira” fazer um acesso direto a partir da Vicinal 27.
O Seu Adão é o principal ponto de apoio para quem vai escalar naquela região, pois além de conhecer bem as serras, ele possui uma área em que é possível acampar. Ele também tem uma mercearia e a sua esposa prepara um jantar e café da manhã nota 10! Luxo total!!

Camelo visto da Vicinal 27

Camelo visto da Vicinal 27

A Serra do Camelo fica localizada na comunidade de Vila Baraúna, Município de Caracaraí, estado de Roraima. A vila (dista cerca de 560 km de Manaus e 179 km de Boa Vista) possui pouca infra estrutura, com alguns comércios (onde se pode comprar alimentos a preços honestos) e existe apenas um telefone publico (não funciona celular na localidade). A BR 432 que corta a vila não possui asfalto, porém se encontra em boas condições, podendo trafegar tranquilamente a 90 km/h.

Para chegar à Vila Baraúna:

Melhor com veículo próprio (é possível ir de ônibus, pois existe linha que passa na Vila a partir de Rorainópolis e de Boa Vista)

Partindo de manaus

Tomar a rodovia BR 174, seguir ate o Km 500 (onde há a famosa rotatoria do 500) e seguir reto tomando a saída que segue para a BR 432 (a estrada de barro), seguir por mais 50 km nessa estrada e você chegará Vila Baraúna. Da Vila já se avista a Serra do Camelo bem próxima.

Obs. No km 500 se seguir para a direita, vc irá seguir para os municipios de São João da Baliza, Sao Luiz do Anauá e Caroebe onde pode ser encontrada uma boa quantidade de rocha e também alguns morros. Nesses municípios já foram abertas vias de escalada, bem como aberto diversos lances de boulders. Se seguir à esquerda irá continuar pela BR 174 até chegar em Boa Vista. Mucajaí fica um pouco antes de Boa Vista e ao lado da BR 174. Nessa cidade há vias de escalada que já foram conquistadas também.

Partindo de Boa Vista (trajeto nao feito pelos escaladores)

Tomar a BR 432(estrada de barro) e seguir por cerca de 179 km até chegar a Vila Baraúna.

Acomodações.

Como não há hotel na vila, encontramos um ponto de apoio na casa do seu Adão (que funciona como mercearia também). La pudemos armar nossas barracas e negociar as refeições feitas pela esposa deste (comida excelente por sinal) e tomar algumas cervejas. Tudo por um preço muito honesto. A casa do seu Adão se localiza na vicinal 27 a 08 km da Vila Baraúna.(A Vicinal 27 também é a vicinal de acesso a trilha da base da Face Leste da Serra do Camelo). É muito recomendável se acomodar ali, pois seu Adão e sua família são pessoas muito boas e profundos conhecedores da região.

 Adão, Arthur (seu filho) e os conquistadores

Adão, Arthur (seu filho) e os conquistadores

A trilha.
Partindo da casa do seu Adão, deve-se andar 4 km sentido a Serra do Camelo, passando por 3 pontes. Primeiramente você irá ver a serra em sua face oeste, visualizando a aresta lateralmente. Assim que for percorrendo a estrada e ver a aresta de frente, você começará a ver também o outro lado da serra – Face Leste. Comece a olhar atentamente e verá uma casa de madeira, recém construída, com um cajueiro na frente. A trilha inicia por trás dessa casa. A principio encontrará muita vegetação na linha da cintura por cerca de 50 m ate entrar na zona de árvores. A partir daí a trilha segue por uma picada (marcada com fitas) para esquerda ate passar por um leito de igarapé seco. Atravesse-o e andando por cerca de 150 m em algo parecido com um bosque( avistando a parede) encontrará um tronco caído. Desse ponto você estará vendo quase o tempo todo a Face Leste do Camelo – Siga pendendo um pouco para a esquerda por cerca de 100 metros ate encontrar uma zona ALAGADA (charco). Siga por uns 80 m ate encontrar uma área de capim navalha, caminhe pelo capim navalha por cerca de 50 m e a partir daí o ambiente volta a melhorar. Após 150 metros vera outro tronco caído(este muito maior) siga pela esquerda deste ate encontrar um igarapé com água. Atravesse-o e ande mais 50 metros e encontrará outro igarapé. A partir daí já é possível ver grandes blocos caídos!! Andando pelos blocos, à esquerda, consegue-se ver a rampa de acesso a parede da escalada. É uma escalaminhada de cerca de 150m até a base da via!
A trilha, se aberta, leva cerca de 45 min para ser feita, sendo recomendado levar um facão para abrir trechos que porventura estejam com muita vegetação.

Coordenadas de interesse

Casa do seu Adão
N 01.69091°
W 060.36802°

Entrada da trilha
N 01.70430°
W 060.33306°

Parede da via
N 01.70887°
W 060.34061°

Sobre a conquista da via eu considerei uma escalada rápida, pois conseguimos proteger em móvel em boa parte.
A base pode ser considerada nota 10! Tem espaço, é plana e dá uma visão boa do início da escalada.
A via começa com lances de agarras e uns 6 m acima vem a primeira proteção em móvel em uma fenda horizontal. Depois segue-se uma diagonal para a direita até encontrar o diedro.
O filé da via sem dúvida é o primeiro esticão, pois esse diedrinho tem uns 15m e possibilita proteger bem com peças pequenas equivalentes ao Cam do .1 ao .5.
Após o diedro segue-se à esquerda em direção aos lances crux da via. Uma canaleta lisa, mas que possui uma fenda larga – Off Width de primeira. Os lances guiando devem ser um VI grau. No primeiro Off Width dá para proteger em uma àrvore que está na fenda. O segundo lance eu protegi com o Cam.75, mas dá para colocar do .5 ao 1. Essa proteção ocorre em um pequeno bloco de pedra que se destaca na fenda antes de chegar na primeira parada que é em uma árvore em um pequeno plato (P1)

Diedro

Diedro

img_1944

De P1 a via segue pela canaleta para cima e há mais um lance de Off Width protegido por Cam 1 (dá para proteger com peças maiores também tipo Cam 3.
Após esse terceiro lance de Off a via diminui a inclinação, passa pela parada dupla de rapel (que é feito por fora da canaleta) e por um pequeno trecho de escalaminhada até um pequeno plato à direita de uma árvore seca. Nesse local é P2.

Leandro no terceiro-off-width

Leandro no terceiro-off-width

O terceiro esticão é em parede positiva e com pequenas agarras – há a opção na metade desse esticão em progredir no estilo chaminé. São cerca de 50m com graduação de II e um lance de III mais no final até chegar no grande plato com vegetação (P3).

De P3 para P4 basta caminhar contornando pela direita uma área com bastante vegetação até chegar no início de uma chaminé que é onde continua a via. Na saída da chaminé e à esquerda vc encontrará a segunda proteção fixa da via que protege uma pequena barriguinha antes de acessar a parada dupla do primeiro rapel, a rampa e a aresta do Camelo.

Início da chaminé

Início da chaminé

A parti da parada dupla do primeiro rapel, que é a última proteção fixa da via, serão cerca de 100m de escalaminhada até o cume indo na direção da aresta do Camelo. Há um trecho final com uma fendinha e que deve ser um II, mas bem tranquilo!

Escalaminhada ao cume

Escalaminhada ao cume

escalaminhada-aresta

escalaminhada-aresta

Aresta final antes do cume

Aresta final antes do cume

A visão de cima do cume é bem ampla e de lá dá para perceber que há muitas serras nas redondezas!

Fred assinando o livro de cume

Fred assinando o livro de cume

cume do Camelo com visão da Vicinal 27

cume do Camelo com visão da Vicinal 27

Para a descida deve-se desescalar a escalaminhada até a parada dupla do primeiro rapel. Embora seja uma descida fácil requer cuidados pois há muita pedra solta. O primeiro e o terceiro rapeis são por fora da via.
No primeiro rapel você acessará P3, mas o último escalador a descer pode realizar uma parada intermediária em uma árvore que se localiza cerca de 10m antes de P3. Isso facilitará a puxada das cordas.
O segundo rapel é em árvore no plato da P3.
A escalada só é possível com duas cordas de 50m, pois só há 4 proteções fixas na via toda, sendo que duas destas são paradas duplas para rapel.

O croqui da via pode ser acessado abaixo!!!

croqui

Segue-se um vídeo feito pelo Fred e que está no youtube:

O livro de cume está esperando repetições!!!

Livro do cume

Livro do cume

Espirito Santo das muitas montanhas!!!

Espirito Santo, com certeza, um dos Estados com maior quantidade de montanhas do Brasil!
De Norte a Sul você encontrará opções para boas caminhadas e escaladas de diferentes níveis.
Recentemente fiz uma viagem passando por Cachoeiro do Itapemirim, Vargem Alta,Rio Novo do Sul, Itapemirim, Domingos Martins (Pedra Azul), Afonso Cláudio, Laranja da Terra, Itaguaçu, Pancas e Aguia Branca. Em cada uma dessas cidades há diversas possibilidaes de escalada em rocha e camnhadas.

O Complexo do Itabira localiza-se em Cachoeiro do Itapemirim. Na internet há muitas dicas sobre a área e sobre o acesso que é muito fácil. Na cidade há boas opções de hospedagem, mas há um camping chamado Camping Sitio Itabira.

Croqui feito pelo Oswaldo Baldin - Complexo do Itabira

Croqui feito pelo Oswaldo Baldin – Complexo do Itabira

Eu chegando na base das escaladas no Complexo do Itabira

Eu chegando na base das escaladas no Complexo do Itabira

Pico do Itabira

Pico do Itabira

Pico do Itabira - muita história envolvida com as conquistas desse cume.

Pico do Itabira – muita história envolvida com as conquistas desse cume.

O acesso para o Frade e a Freira se dá praticamente ao lado da entrada para Cachoeiro do Itapemirim quando se está na BR 101

O acesso para o Frade e a Freira se dá praticamente ao lado da entrada para Cachoeiro do Itapemirim quando se está na BR 101

Frade visto do inicio da trilha. O acesso para chegar na montanha é bem fácil.

Frade visto do inicio da trilha. O acesso para chegar na montanha é bem fácil.

Cume do Frade

Cume do Frade

Complexo do Itabira visto do Frade

Complexo do Itabira visto do Frade

A via de acesso ao cume é bem fácil, mas é importante a utilização de equipamentos

A via de acesso ao cume é bem fácil, mas é importante a utilização de equipamentos

Pedra Azul em Domingos Martins

Pedra Azul em Domingos Martins

Chegando póximo a Pousada Cantinho do 3 Pontões em Afonso Cláudio

Chegando póximo a Pousada Cantinho dos 3 Pontões em Afonso Cláudio

Na trilha dos 3 Pontoes em Afonso Claudio

Na trilha dos 3 Pontoes em Afonso Claudio

Itamar e Margareth da Pousada Cantinho dos 3 Pontões. Eles tem whattsapp (27) 999140290

Itamar e Margareth da Pousada Cantinho dos 3 Pontões. Eles tem whattsapp (27) 999140290

Parando para curtir o visual durante a escalada do 3 Pontões em Afonso Cláudio

Parando para curtir o visual durante a escalada do 3 Pontões em Afonso Cláudio

No caminho para os 5 Pontões de Laranja da Terra. O Camping Recanto de Pedra é a base de apoio

5 Pontões de Laranja da Terra. O Camping Recanto da Pedra é a base de apoio

Antonio e Luzia - proprietários do Recanto da Pedra. O whatts deles é (27) 999877648

Antonio e Luzia – proprietários do Recanto da Pedra. O whatts deles é (27) 999877648

Vista dos 5 Pontões da área do camping

Vista dos 5 Pontões da área do camping

Na trilha para o Pontão Maior

Na trilha para o Pontão Maior

Cume do Pontão Maior

Cume do Pontão Maior

5 Pontões

5 Pontões

Chegando em Pancas

Chegando em Pancas

Área do Camping Cantinho do Céu em Pancas

Área do Camping Cantinho do Céu em Pancas

Fábio (proprietário do Cantinho do Céu), sua mãe e eu

Fábio (proprietário do Cantinho do Céu), sua mãe (Dona Joana) e eu. O tel do camping é (27) 996209357 e (27) 995227924

Dando uma escalada na Pedra do Camelo em Pancas - ES

Dando uma escalada na Pedra do Camelo em Pancas – ES

Após a escalada na Pedra do Camelo... curtindo o visual com a Pedra do Fio ao fundo

Após a escalada na Pedra do Camelo… curtindo o visual com a Pedra do Fio ao fundo

Visual das montanhas ao redor da cidade de Pancas

Visual das montanhas ao redor da cidade de Pancas

Chegando na cidade de Águia Branca - ES

Chegando na cidade de Águia Branca – ES

Via Café com Boi em Águia Branca

Via Café com Boi em Águia Branca

Wagner, filho do dono da propriedade que fica em frente aos 3 Pontões de Águia Branca

Wagner, filho do dono da propriedade que fica em frente aos 3 Pontões de Águia Branca

Apreciando o visual do vale durante uma escalada na área dos 3 Pontões de Águia Branca

Apreciando o visual do vale durante uma escalada na área dos 3 Pontões de Águia Branca

No costão dos 3 Pontões de Águia Branca

No costão dos 3 Pontões de Águia Branca

3 Pontões - Águia Branca

3 Pontões – Águia Branca

Espírito Santo - um paraíso da escalada em rocha!!!

Espírito Santo – um paraíso da escalada em rocha!!!

Em Águia Branca não há camping, mas existe um hotel chamado Universal bem no centro da cidade com preço bem acessível.
Para maiores informações sobre as escaladas no ES, consulte os sites do Oswaldo Baldin http://www.oswaldobaldin.com.br/ e
do Naoki Arima http://naokiarima.com/blogwp/croquiteca/es/

%d blogueiros gostam disto: