Paulo Henrique (PH) – montanhista desde 1982 e escalador desde 1986. Guia e Instrutor certificado pela Associação de Guias, Instrutores e Profissionais de Escalada do Estado do Rio de Janeiro – Aguiperj

Informações sobre onde praticar e sobre cursos de escalada entre em contato no e-mail - phmontanha@hotmail.com

Últimas

Escalada em rocha – São Luiz do Anaua, São João da Baliza e Caroebe no Sul de RR

Em 2014 eu comecei a viajar para o Estado de RR com o objetivo específico de tentar encontrar locais para a prática da escalada em rocha e de trilhas em montanhas.
Neste último feriado (01 de maio) fui mais uma vez ao Sul do Estado, especificamente às cidades de São Luiz, São João da Baliza e Caroebe, sendo que no último dia passamos no Parque dos Boulders em Rorainópolis para a galera conhecer algumas vias e alguns boulders no estilo high ball.
O acesso ao points acima mencionados se dá pelas BR 174 e 210, sendo a primeira totalmente asfaltada e a segunda parcialmente.
Há boas opções de hospedagens (baratas) e de refeição. Coloquei algumas dicas em um post anterior (o da primeira viagem – exploratória).
Desta vez abrimos 03 vias de escalada e conhecemos mais uma boa área com muitos boulders. Realmente o granito é muito bom!

Via Nós e a Chuva - São Luiz do Anaua - RR

Via Nós e a Chuva – São Luiz do Anaua – RR

A Via Nós e a Chuva está em uma parede com costões com baixa graduação (entre I e II+) com uma barriguinha no seu primeiro terço. Ideal para iniciantes, possibilitando uma visão muito boa das demais serras na região. Tem cerca de 120m e somente 03 proteções em toda a sua extensão. A trilha a partir da BR 210 é no visual, pois a parede está relativamente próxima da estrada.

Via Nós e a Chuva - São Luiz do Anaua

Via Nós e a Chuva – São Luiz do Anaua

Via Piolho de Cobra III+  em São Luiz do Anaua

Via Piolho de Cobra III+ em São Luiz do Anaua

A via Piolho de Cobra III+ E1 está localizada em uma parede cerca de 500m à direita de quem sai de São Luiz com sentido a São João da Baliza. Há um costão de I grau para subir até o alto e a partir daí descer em direção a São Luiz (lado direito de quem está subindo). Deve-se rapelar a via até a sua base.

Base da Via Lacaroebe IV E1/2

Base da Via Lacaroebe IV E1/2

Colocando a última proteção fixa na Via Lacaroebe - Município de Caroebe - RR

Colocando a última proteção fixa na Via Lacaroebe – Município de Caroebe – RR

A Via Lacaroebe IV E1/2 está localizada na serrinha em uma vicinal logo antes da cidade de Caroebe. É necessário percorrer uma trilha de cerca de 500m e subir a serrinha para do alto acessar a última proteção da via. Há a opção de rapelar ou de descer mais pela direita de quem olha do cume para a estrada e assim acessar a base da via através da vegetação.

Boulder Manicure - V2 em uma área próxima à Vila Moderna em São Luiz - RR

Boulder Manicure – V2 em uma área próxima à Vila Moderna em São Luiz – RR

Boulder Casca de Ovo - V0 Próximo à Vila Moderna

Boulder Casca de Ovo – V0 Próximo à Vila Moderna

Próximo alvo serão as montanhas da Rodovia Estadual 432 em Caracarai…muitas tradicionais nos esperam!

tradicionais

Conquistas de vias de escalada em rocha em Rorainópolis – RR / Abril 2015

Após duas passagens anteriores pela região de Rorainópolis, onde abri alguns boulders e duas vias em móvel, eu consegui ir com dois amigos (Ítalo, e André) no feriado do início do mês de abril para mais uma investida na região.

O fato é que a partir do distrito de Nova Colina na BR 174, as pedras aparecem e você terá diversas opções para uma boa escalada. Em um post anterior neste BLog eu já apresentei vários detalhes referentes ao Sul de Roraima.

O local onde abrimos diversos boulders e algumas vias fica a 5km depois da cidade de Rorainópolis na BR 174 (sentido Boa Vista) bem na entrada de uma vicinal. Essa área recebeu o nome de Parque dos Boulders. Na verdade, os blocos de pedra estão ao lado da rodovia e se espalham por uma boa extensão. A grande características são a grande quantidade de blocos com 6, 7 e 8m de altura que em estilo boulder são considerados High Ball, sendo as maiores na faixa do 15 a 20m de altura.

Boulder Veneno da Manhã - 03 linhas de V0, VO+ e V2. Cerca de 7 a 8 m de altura. Possui uma proteção fixa no alto para quem quiser fazer em top rope.

Boulder Veneno da Manhã – 03 linhas de V0, VO+ e V2. Cerca de 7 a 8 m de altura. Possui uma proteção fixa no alto para quem quiser fazer em top rope.

André e Italo mandando o Boulder Veneno da Manhã.

André e Italo mandando o Boulder Veneno da Manhã.

Eu na primeira repetição da Via Tem que ter Imaginação - VIIa

Eu na primeira repetição da Via Tem que ter Imaginação – VIIa

André no Boulder Arranca Mamilo - V1 - 8m de altura. O Ítalo na segurança psicológica.

André no Boulder Arranca Mamilo – V1 – 8m de altura. O Ítalo na segurança psicológica.

Ítalo solando a via Pratelheiras III+

Ítalo solando a via Pratelheiras III+

Eu na Via Fuleragem VI

Eu na Via Fuleragem VI

Boulder Cagaço de Cair Ladeira Abaixo - V3 - 8m de altura.

Boulder Cagaço de Cair Ladeira Abaixo – V3 – 8m de altura.

Eu no Boulder Passageiro da Agonia ... esse é mais baixo - 5m de altura

Eu no Boulder Passageiro da Agonia … esse é mais baixo – 5m de altura

Boulder com 03 linhas - A que eu estou escalando é a Chuck - V1 - 8m de altura. Logo a direita tem a Laca Assassina - V2 e à esquerda uma terceira linha.

Boulder com 03 linhas – A que eu estou escalando é a Chuck – V1 – 8m de altura. Logo a direita tem a Laca Assassina – V2 e à esquerda uma terceira linha.

André em cima de um dos muitos High Ball da área!

André em cima de um dos muitos High Ball da área!

Salto do Ipy (Presidente Figueiredo – Amazonas) – Escalada esportiva, boulders, trilhas, pintura rupestre e cavernas

O Salto do Ipy está localizado no Km 57 da AM 240, rodovia que liga a BR 174 á Vila de Balbina em Presidente Figueiredo – Amazonas. Na área dessa cachoeira é possível acessar cavernas, pinturas rupestres, piscinas de água natural e muita rocha para a escalada, incluindo nesse contexto a maior área de boulders até agora conhecida na região. A quantidade de boulders é tão grande que ainda não foi possível caminhar em toda a sua extensão. Já começamos a abrir linhas nesses boulders, mas é diversão garantida ainda por muito tempo!!!!

A caminhada até a área da cachoeira é realizada em cerca de 30 a 40 minutos e apresenta pouco desnível, exceção feita quando se deseja ir para a parte baixa do Salto, pois há a necessidade de descer a trilha. Da mesma forma para acessar as bases das vias de escalada, deve-se descer a trilha. Para os boulders, antes da descida da trilha para a cachoeira, deve-se seguir para a esquerda, eles irão começar a aparecer cerca de 100m à frente.

O ponto alto do Ipy é que os atuais caseiros são o Fred e a Juliane, amigos que são guias turísticos, escaladores e agora responsáveis pela área do Ipy. O fato de ter uma casa de apoio e a presença deles para ajudar em informações ou em qualquer outra situação é o diferencial com certeza. O Fred tem explorado a região e é a pessoa que nos passa onde estão as paredes, os boulders e as trilhas mais interessantes. Agora ele começou a abrir vias de escalada no local…o que para a galera da escalada é mais um para ajudar no desenvolvimento e na conservação dessas vias. Os arredores da casa possuem grande espaço para camping e para quem pensa em acampar para escalar, o Ipy hoje em dia é disparado o melhor local pela estrutura ali presente. (Tomar um cafezinho antes de ir para a pedra ou um suco de Taperebá que a Juliane prepara na chegada do climb não tem preço!!!)

Salto do Ipy

Salto do Ipy

casa de apoio no Salto do Ipy...espaço enorme para camping

casa de apoio no Salto do Ipy…espaço enorme para camping

Em 2014 eu já havia iniciado uma via de escalada, até postei isso no Blog, mas somente tivemos a oportunidade de finalizar essa linha agora em janeiro de 2015. O legal que além dessa temos mais duas, totalizando 03, sendo que outras duas já foram começadas.

A linha finalizada recebeu o nome de Berimbau e ainda não foi possível determinar a graduação de dificuldade, pois não foi encadenada. O que podemos afirmar é que até a base do negativo deve estar na casa do VIIa/b. Com os lances negativos vai ficar em patamares mais elevados de dificuldade…agora é treinar para ligar os movimentos.

via Berimbau  - Salto do Ipy

via Berimbau – Salto do Ipy

eu colocando as proteções fixas no negativo da via Berimbau - Salto do Ipy

eu colocando as proteções fixas no negativo da via Berimbau – Salto do Ipy

traçado da via Berimbau - Salto do Ipy - Amazonas

traçado da via Berimbau – Salto do Ipy – Amazonas

Outra via de escalada que eu e o Fred abrimos foi a Macaco Aranha, um V ou V+ na parede ao lado e à esquerda de quem olha para a rocha onde está a via Berimbau.

Atualmente, o Fred está abrindo uma via que já tem nome. É a via Pica Pau que já conta com 04 chapas…

Outro ponto alto do lugar é a enorme quantidade de boulders, a maior de Presidente Figueiredo até agora…

eu fazendo o test drive da via

eu fazendo o test drive da via Macaco Aranha

Olha aí o porque do nome da via…estávamos lá colocando as proteções quando de repente olhamos para trás e nos deparamos com uma família de macacos aranha nos olhando…

nosso amigo acompanhando a conquista da via

nosso amigo acompanhando a conquista da via

A seguir seguem o traçado das duas linhas dessa parede, onde dá para observar o Fred fazendo o Test Drive…

vias Macaco Aranha V+ e Inimigo Oculto VI+/VIIa

vias Macaco Aranha V+ e Inimigo Oculto VI+/VIIa – Fred em ação!!!

um dos boulders na área do Salto do Ipy - este fica no início da trilha

um dos boulders na área do Salto do Ipy – O Fred nos dando os “betas” do boulder

Italo na via Pica Pau e Fred na Seg. Do lado direito a Ellen na via Berimbau

Italo na via Pica Pau e Fred na Seg. Do lado direito a Ellen na via Berimbau

André no boulder PG

André no boulder PG

Italo no boulder PG

Italo no boulder PG

André, Breno e Ellen na base das vias

André, Breno e Ellen na base das vias

Eu no boulder Só Falta VC - V2

Eu no boulder Só Falta VC – V2

República Dominicana

Em julho de 2014 eu viajei para a República Dominicana para alguns dias de férias. Estava dentro dos planos realizar umas escaladinhas por lá, mostrando os diversos locais onde vc pode à beira mar desfrutar de boas escaladas. Como eu ainda não tinha feito o post dessa viagem aí vai…
A RD está localizada na ilha de Hispaniola a Leste, sendo a parte ocidental ocupada pelo Haiti. A República Dominicana é o segundo maior país do Caribe (atrás de Cuba), com 48 445 quilômetros quadrados e uma população estimada em 10 milhões de pessoas, dos quais um milhão vive na capital, Santo Domingo.
As praias são um show à parte, pois possuem as características de serem calmas, com mar de águas transparentes e belos cenários, tornando-as procuradas por pessoas do mundo todo.

República Dominicana

República Dominicana

Entre os locais mais conhecidos estão a Praia de Fronton, Galeras, Casa Marina e Setor Jerry no Norte do País. As localidades que abrangem esses points (e que podem ser vistas no mapa) são Sabana de la Mar, Las Galeras, e Santa Bárbara de Samaná.

Playa Fronton - Boca Del Diablo

Praia Fronton – Boca Del Diablo

Praia Fronton - Samaná (fonte: rockclimb.com)

Praia Fronton – Samaná (fonte: rockclimb.com)

No Sul os points são o Parque Mirador Del Sur em Santo Domingo (área de boulders), Canon de la Presa Aquacate, Conde de Mana e Cuevas de Santa Ana. Para fechar no Leste há a área de Padre Nuestro (na cidade de La Romana) e a Praia de Macao (ao lado da cidade de Higuey), sendo estas últimas próximas das famosas praias de Punta Cana.

Nos sites abaixo você pode encontrar mais informações sobre escalada na República Dominicana
http://www.armclimbing.com/179924/index.html
http://climbingdominicano.blogspot.com.br/
http://www.rockclimbing.com/routes/North_America/Dominican_Republic/

muitos psicos...

muitos psicos…

Eu tentando um dos boulders na Praia de Macao

Eu tentando um dos boulders na Praia de Macao

eu brincando em um dos diversos psicoblocs na Praia de Macao - República Dominicana

eu brincando em um dos diversos psicoblocs na Praia de Macao – República Dominicana

Rep Dominicana - escaladinhas à beira mar...

Rep Dominicana – escaladinhas à beira mar…

Relembrando….fotos de boas escaladas e trilhas especiais!

Uma das montanhas mais legais de visitar. Pouco movimento e visuais muito bonitos...além de ter umas escaladinhas legais!

Morro do Canal – PR. Uma das montanhas mais legais de visitar. Pouco movimento e visuais muito bonitos…além de ter umas escaladinhas legais! A foto é de 1994!

A via Lagartão é cotada em 6 VIIc E2...uma bela linha com lances em móvel, escalada técnica e esse lance maravilhoso no crux...

A via Lagartão no Pão de Açúcar – RJ é cotada em 6 VIIc E2…uma bela linha com lances em móvel, escalada técnica e esse lance maravilhoso no crux…Foto de 2006

Uma das maiores vias que já escalei. Cotada em 6 VIIb E2 ela tem 950m de comprimento.

Via O Céu é o Limite no Morro dos Cabritos (Vale dos Frades – RJ). Uma das maiores vias que já escalei. Cotada em 6 VIIb E2 ela tem 950m de comprimento. Foto de 2005

belas trilhas...grandes amigos...

belas trilhas…grandes amigos… (Marumbi – PR, Pico do Ciririca e trilha do trem entre Curitiba e Paranaguá – PR Fotos de 1995

trilha e cume do Pico Paraná...maior elevação do Sul do Brasil

trilha e cume do Pico Paraná no ano de 1995…maior elevação do Sul do Brasil

se não me engano é a via Roberta Groba 5 V+ E3 450m no Cpacete em 2004

se não me engano é a via Roberta Groba 5 V+ E3 450m no Capacete em 2004

Via 92 graus...época em que eu frequentava direto esse point

Via 92 graus na Pedreira do Atuba em Curitiba – PR em 1993…época em que eu frequentava direto esse point

uma das vias mais legais do PDA, cotada em 6 VIIa A1/VIIc E2 na Face Norte. Essa repetição foi em 2005

Waldo, uma das vias mais legais do PDA, cotada em 6 VIIa A1/VIIc E2 na Face Norte. Essa repetição foi em 2005

a foto da esquerda é em Paraúna - GO onde abri vias junto com o Cleibio (foto) . A da direita é a escalada da via Diamante Negro em Unaí - MG - fotos de 2003

a foto da esquerda é em Paraúna – GO onde abri vias junto com o Cleibio (foto) . A da direita é a escalada da via Diamante Negro em Unaí – MG – fotos de 2003

Outra bonita linha no PDA, cotada em 6 VIIa E2

Outra bonita linha no PDA. A Pássaros de Fogo é cotada em 6 VIIa E2 . A foto é de 2005

Foto de 1997 após uma escaladinha nas Agulhas Negras

Foto de 1997 após uma escaladinha nas Agulhas Negras – PNI – RJ

Linda via, cotada em  6o VIIa E3 280m no Pico Maior.

via Segredo do Sol, cotada em 6o VIIa E3 280m no Pico Maior em Salinas – RJ. Foto de 2006

Serra do Tepequém – Roraima

E lá fui eu conhecer mais um lugar mágico, onde parece que o tempo passa mais devagar. A região do Tepequém está localizada no Norte de Roraima e faz parte do município do Amajari, distante cerca de 210 km de Boa Vista.
É um local privilegiado para cachoeiras, trilhas, camping, para mudar a rotina e para a escalada em rocha também. É importante destacar que há enorme potencial para vias de todos os estilos no Tepequém….de Boulder a tradicionais com muitas possibilidades de vias em móvel!
No período que passei na área pude abrir 17 vias, mais de uma dúzia de boulders, além de percorrer belas trilhas e conhecer 07 cachoeiras diferentes. Provavelmente foram as primeiras vias de escalada em rocha abertas naquela região, pois não observei nenhum vestígio ou relato sobre escalada em rocha na área, inclusive quando conversei com os moradores locais.

Tepequem - Localização

Tepequem – Localização

A seguir um resumo dos “points” para servir de referencia para escaladores, praticantes de caminhada e para quem aprecia uma boa cachoeira!

Escaladas
Cachoeira do Paiva, Laje Preta e Laje Verde (7 vias)
– Via Vozes do Além (chaminé e lance em agarras para cima da cachoeira do Paiva – a direita de quem olha a cachoeira) III+ E2 em móvel – cams 2 e 3 e fita em boco de pedra
– Via Abduzido no Tepequém (fenda localizada em bloco ao lado cachoeira do Paiva) – VI E2 (cams .4, .75, 1 e 2)
– Via Abduzido no Plato (fenda) VIIa/b (cams .4, .75, 1 e 2)
– Via Bode’s Blues Company VIIa E2 – em móvel cams .3, .,4, .75 e 1
– Via Só os Bigs III E2 (proteções fixas) – foto
– Fenda Zen II+ (cams 2 e 3) – fenda em diagonal para a esquerda ao lado da cachoeira do Paiva
– Fenda Aliens o Resgate – VI E1 – fenda entre no caminho entre as cachoeiras da Laje Preta e da Laje Verde – cams 1, 2 e tri cams nr 2 e 3
Nas imediações da Cachoeira do Paiva, da Laje Preta e da Laje Verde há muitas paredes para vias tradicionais de até 150m de comprimento
Boulders na área da Cachoeira do Paiva
– Aresta V3
– Disco Voador V2 – lance em negativo
– Plato V0 – próximo às vias de escalada
– Visual V0 – na descida para a cachoeira da Laje
– Micuim V1 – foto do Boulder ao lado do bloco
– Campo de boulders e muita parede para futuras conquistas – entre a cachoeira da Laje Preta e da Laje Verde

Região da Cachoeira do Paiva

Região da Cachoeira do Paiva

Escaladas na região da Cachoeira do Paiva

Escaladas na região da Cachoeira do Paiva

Vias - Abduzidos - Paiva

Vias – Abduzidos – Paiva

Via Vozes do Além

Via Vozes do Além

um dos diversos boulders no Paiva - Aresta - V3

um dos diversos boulders no Paiva – Aresta – V3

Via Bode's Blues Company - Cachoeira do Paiva

Via Bode’s Blues Company – Cachoeira do Paiva

Cachoeira da Barata (01 via)
– Via Néia a Etezinha III E2/3 em móvel cam.4, .1 equalizado com tri cam nr 1 e cam 2
– psicobloc – Baratinha Alienígena – V1/2 (poço acima da maior cachoeira)
– cidade dos boulders – diversos e com alguns psicoblocs – seguir descendo o rio após a cachoeira maior por cerca de uns 400m

Psicobloc - Cachoeira da Barata

Psicobloc – Cachoeira da Barata

via Néia a Etezinha

via Néia a Etezinha

Paulinha escalando a via na Cachoeira da Barata - Tepequém - RR

Paulinha escalando a via na Cachoeira da Barata – Tepequém – RR

Região do Plato
No alto (na trilha de chegada – vários boulders e pequenos blocos….no platô propriamente dito muita parede…muitas fendas…

Paulinha em um dos mirantes do Platô do Tepequem

nosso guia pna trilha para o Platô - ao fundo a Vila do Tepequém

nosso guia pna trilha para o Platô – ao fundo a Vila do Tepequém

Muitas paredes para vias de escalada em rocha no Platô do Tepequém - RR

Muitas paredes para vias de escalada em rocha no Platô do Tepequém – RR

Cachoeira do Funil (02 vias)
Via OVNI – V E2 50m (lado esquerdo de quem olha do alto para a parte baixa da cachoeira) cams 2 e 3 e tricams do nr 1 ao 3
Via ET – III E3 35 m – do cam .3 ao 2 e tri cams (lado direito)
Na parte baixa da cachoeira há diversos boulders. Na trilha de aproximação também há uma quantidade muito grande de blocos.

eu e minha família na trilha para a Cachoeira do Funil - ao fundo campo de boulders

eu e minha família na trilha para a Cachoeira do Funil – ao fundo campo de boulders

via na Cachoeira do Funil

via na Cachoeira do Funil

Via Ovni - Cachoeira do Funil

Via Ovni – Cachoeira do Funil

eu na  via Ovni na Cachoeira do Funil

eu na via Ovni na Cachoeira do Funil

Morro da Antena de TV (07 vias) – ao lado da vila – fácil acesso
– Via Contatos Imediatos – VIIa E1 (móvel) cam .4, .5, .75, 1 e 2 – proteção fixa no final
– Via UFO – VIIIa/b (lado esquerdo da via Contatos Imediatos)
– Via Pirâmide de Marte – VIIc
Vias do blocão (bloco na parte baixa do morro)
– Pium Alienígena – V+ E1 em agarras – pedrinhas que parecem estar coladas no bloco (proteções fixas)
– Aresta do Marciano – VIIb/c – proteções fixas –
– via Lunático – IV – lado oposto das vias anteriores (top rope)
– Big Bloco – II (top rope) (lado mais positivo)
Boulders do Morro da Antena
Laca – V0
Aresta da Pirâmide – V2/3
Totalmente Zen – V0 (antes da pirâmide)
Oitavo Passageiro – V1/2 – lado direito das vias (Contatos Imediatos e UFO)
Olha o ET lá embaixo – VO e V1

vias e boulders Morro da Antena de TV na Vila do Tepequém

vias e boulders Morro da Antena de TV na Vila do Tepequém

Blocão

Blocão

Via Pirâmide de Marte - Vila de Tepequém ao fundo

Via Pirâmide de Marte – Vila de Tepequém ao fundo

Fenda Contatos Imediatos - VIIa em móvel - Morro da Antena de TV - Tepequém - RR

Fenda Contatos Imediatos – VIIa em móvel – Morro da Antena de TV – Tepequém – RR

boulder da Laca

boulder da Laca

Trilhas
– Cachoeira do Paiva
– Mirante da Cachoeira da Laje Verde – verificar potencial de vias tradicionais – paredes com cerca de 150m
– Platô (trilha do avião, antena e mirantes)
– Cachoeira da Laje Preta
– Cachoeira da Laje Verde
– Cachoeira da Barata – cachoeiras e corredeiras abaixo da Cachoeira do Barata
– Morro da Antena
– Cachoeira do Funil, Tilim do Funil, Tilim do Gringo – Igarapé Sobral até a Cachoeira do Sobral.
– Cachoeira do Sobral pela Vila Cabo Sobral

Trilha para a Cachoeira da Laje Preta - Tepequém - RR

Trilha para a Cachoeira da Laje Preta – Tepequém – RR

minha família na trilha para a Cachoeira do Sobral

minha família na trilha para a Cachoeira do Sobral

Cachoeira do Funil

Cachoeira do Funil

Alguns locais de escalada em rocha nos Estados do Amazonas e de Roraima

mapa de locais para escalada em rocha AM e RR

mapa de locais para escalada em rocha AM e RR

Descrição dos locais

Descrição dos locais

mapa escaladas

Lista de algumas vias de escalada nos Estados do Amazonas e de Roraima

Veja em: https://docs.google.com/document/d/12s_FMo26zlVfVosl-KofbmVZisQs9Oo93xwb6rd0X1M/edit

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: